NOTÍCIAS


  • - Projeto para revitalização de bacia hidrográfica vai beneficiar 14 cidades de Minas Gerais e Goiás

    O projeto Pró-Águas Urucuia foi lançado nesta sexta-feira (17/09), em Arinos (MG), com a finalidade de conservar o solo, a água e recompor vegetação nativa em dois mil hectares de áreas degradadas do Rio Urucuia visando aumentar a disponibilidade de água.

    A iniciativa integra o Programa Águas Brasileiras e tem como objetivo atender 14 cidades de Minas Gerais e Goiás. O Presidente Jair Bolsonaro participou do evento acompanhado de ministros.

    A bacia hidrográfica do Rio Urucuia é estratégica para o Rio São Francisco.

    “Quem diria, daqui de Minas Gerais, águas para o nosso Nordeste brasileiro. Tenho andando pelo Nordeste com o ministro Rogério Marinho [do Desenvolvimento Regional]. A alegria daquele povo quando se abre um poço artesiano ou se inaugura um trecho da transposição do Rio São Francisco, não tem preço. Realmente é algo fantástico. Estamos fazendo por quê? Por que resolvemos servir ao povo”, disse o Presidente Jair Bolsonaro.

    Veja Mais


  • - Espécie de pica-pau que inspirou desenho animado será declarada extinta

    O pica-pau-bico-de-marfim, que inspirou o personagem do desenho Pica-Pau, deve ser declarado extinto, anunciaram autoridades da vida selvagem dos Estados Unidos nesta quarta-feira (29).

    Na listagem, estão outras 22 espécies de pássaros, peixes, mexilhões e outros animais selvagens.

    “Para as espécies propostas para exclusão hoje, as proteções da Lei das Espécies Ameaçadas chegaram tarde demais, com a maioria extinta, funcionalmente extinta ou em declínio acentuado no momento da listagem”, disse o Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA.

    Veja Mais


  • - Pesquisadora do CNPEM/MCTI desenvolve espuma que pode despoluir os oceanos

    Uma espuma ecológica que tem o poder de despoluir os oceanos.

    Essa é a pesquisa desenvolvida pela cientista Rubia Figueredo Gouveia do Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano), que faz parte do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), organização social vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações.

    O produto criado no CNPEM /MCTIutiliza nanocelulose e látex e é capaz de absorver volumes de poluentes até 50 vezes superiores à sua massa.

    Além disso, o produto é 100% natural e reutilizável e pode ser uma ferramenta importante em ações de despoluição envolvendo óleos e solventes nos oceanos.

    Rubia Gouveia é formada em química pela Universidade Estadual de Maringá (PR) e durante o pós-doutorado em Campinas (SP) foi contratada pelo LNNano. Batemos um papo com a pesquisadora que falou mais sobre o projeto.

    Veja Mais